Hospitalidade nos Serviços de Alimentação e coordenação do curso




НазваниеHospitalidade nos Serviços de Alimentação e coordenação do curso
страница8/27
Дата конвертации24.09.2012
Размер4.75 Mb.
ТипДокументы
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   27
.

Acesso em: 13 jun 2008.

SPINELLI, R.; BREVIGLIERO, E.; POSSEBON, J. Higiene Ocupacional: agentes

biológicos, físicos e químicos. 1 ed. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2006.


PERFIL DO CANDIDATO:

Titulação adequada: Formação superior em química, engenharia química ou

bioquímica, com pós-graduação na área de Segurança e Saúde Ocupacional. É

desejável ser Higienista Ocupacional certificado por organização representativa

da área.

Experiência Acadêmica: Atuação como docente em instituições educacionais.

Experiência Profissional: Atuação em higiene ocupacional.


PROVA DIDÁTICA:


  • Tema: Apresente as principais conseqüências da exposição do trabalhador a gases e vapores.

  • Duração: 15 min

  • Recursos necessários: datashow

ANEXO 56


UNIDADE: São José dos Campos

da RP: 15578

DISCIPLINA: Gestão da Aprendizagem: elaboração de projetos sociais

MODALIDADE: ( ) Graduação ( x ) Pós-graduação lato ( ) Extensão

CURSO: Especialização em Projetos Sociais: Gestão e Perspectivas

SEMESTRE: 2 semestre

DIA DA SEMANA E HORÁRIO DA AULA (início e fim): sábadosdas 09 às 17h

CARGA HORÁRIA : ( ) Semestral 20h

( x ) Semanal 7h


EMENTA (constante do projeto pedagógico do curso):

Analisa o perfil

profissional em relação à elaboração e desenvolvimento de projeto. Auto-analisa a

capacidade de apresentar projetos com linguagem clara e objetiva, a fim de mobilizar

pessoas, órgãos governamentais, empresas e comunidade para contribuir e participar da

sua idealização, elaboração e execução. Elabora e executa planos de desenvolvimento

pessoal, fundamentados em três aspectos: análise do próprio perfil para realizar e

divulgar estudos; pesquisas e concepções sobre projetos sociais; exigências do mercado

e objetivos profissionais e pessoais. Planeja e organiza atividades (16 horas) de Gestão

em Rede da Aprendizagem Coletiva para ampliar as aprendizagens que o grupo

considera importantes.


BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

ARMANI, Domingos. Como Elaborar Projetos?

Guia prático para elaboração e gestão de projetos

sociais, Porto Alegre, Tomo Editorial, 2000

MORIN, Edgar. Os Sete Saberes Necessários à

Educação do Futuro, São Paulo, Cortez/Unesco,

2000

SILVA, Antonio L. P. Os 5 Campos de Atuação e

Desenvolvimento do Gestor Social. In: Guia de

Gestão: para quem dirige entidades sociais. São

Paulo, Fundação Abrinq/ Senac. 2002


PERFIL DO CANDIDATO:


Titulação: Especialista na área de Desenvolvimento Social

Experiência Acadêmica: atuação no Ensino Superior

Experiência profissional: Experiência no desenvolvimento de Projetos Sociais


PROVA DIDÁTICA:


  • Tema: Apresentar as principais etapas da elaboração de projetos

  • Duração: 15 min

  • Recursos necessários: datashow



ANEXO 57


UNIDADE: São José dos Campos

da RP: 15580

DISCIPLINA: Gestão da Aprendizagem: o papel e o perfil do gestor de projetos

MODALIDADE: ( ) Graduação ( x ) Pós-graduação lato ( ) Extensão

CURSO: Especialização em Projetos Sociais: Gestão e Perspectivas

SEMESTRE: 3 semestre

DIA DA SEMANA E HORÁRIO DA AULA (início e fim): sábadosdas 09 às 17h

CARGA HORÁRIA : ( ) Semestral 28h

( x ) Semanal 7h


EMENTA (constante do projeto pedagógico do curso):

Auto-analisa o

perfil profissional em relação às capacidades de trabalhar em equipe, assumir

responsabilidades, liderança, promover a participação dos membros da equipe e a

capacidade de autocrítica. Avalia a sua capacidade de mobilizar e articular pessoas, a

capacidade empreendedora e de articulação de redes. Elabora e executa planos de

desenvolvimento pessoal baseados na análise do próprio perfil para gerir projetos

sociais, nas exigências do mercado e nos objetivos profissionais e pessoais. Planeja e

organiza atividades (16 horas) de Gestão em Rede da Aprendizagem Coletiva para

ampliar as aprendizagens que o grupo considera importantes.


BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

DRUCKER, Peter F. Terceiro Setor: exercícios de

auto-avaliacão para empresas. São Paulo: Futura,

2001

PASSOS, Carlos Artur Krüger (org.). Indicadores,

Ongs e Cidadania: Contribuições sociopolíticas e

metodológicas. Curitiba: Plataforma

Contraaapartes Novib - GT Indicadores, 2003


PERFIL DO CANDIDATO:


Titulação: Especialista na área de Desenvolvimento Social

Experiência Acadêmica: atuação no Ensino Superior

Experiência profissional: Experiência no desenvolvimento de Projetos Sociais


PROVA DIDÁTICA:


  • Tema: Explane sobre o perfil e papel do gestor de projetos

  • Duração: 15 min

  • Recursos necessários: datashow



ANEXO 58


UNIDADE: São José dos Campos

da RP: 15583

DISCIPLINA: Gestão da Qualidade

MODALIDADE: ( ) Graduação ( X ) Pós-graduação lato ( ) Extensão

CURSO: GESTÃO INTEGRADA

SEMESTRE: 1 SEMESTRE

DIA DA SEMANA E HORÁRIO DA AULA (início e fim): SÁBADODAS 09 ÀS 17H

CARGA HORÁRIA : ( 52 ) Semestral _______h

( 7 ) Semanal _______h


EMENTA (constante do projeto pedagógico do curso):


Aborda os conceitos de Qualidade nas organizações a partir de sua evolução

histórica. Trata os conceitos fundamentais de mapeamento e gestão de

processos, qualidade, clientes, requisitos e satisfação dos clientes, indicadores da

qualidade, melhoria contínua, custos da qualidade e apresenta os principais gurus

da qualidade e seus conceitos de implementação e gestão de sistemas da

qualidade.

Discute os padrões normativos nos Sistemas de Gestão da Qualidade baseados

na família das normas ISO 9000, as principais características da ISO 9001, sua

estrutura e requisitos, proporcionando a compreensão dos processos de

certificação.

Aborda as principais ferramentas de gerenciamento da qualidade, resolução de

problemas, controle e melhoria de processos. Apresenta outros métodos de

gestão da qualidade.


BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

MARANHÃO, Mauriti. ISO série 9000: manual de implementação. 8ª ed., Rio de

Janeiro: Qualitymark, 2006.

CARVALHO, Marly. Gestão da Qualidade. 7ª ed. Rio de Janeiro: Campus, 2005.

JURAN, Joseph M. A Qualidade desde o projeto. 1ª. ed. São Paulo: Cengage,

2009.


PERFIL DO CANDIDATO:


Formação de nível superior, preferencialmente em Administração,

Engenharia e Economia. Desejável mestrado ou doutorado.


PROVA DIDÁTICA:


  • Tema: Apresente a importância da gestão da qualidade nas empresas atuais

  • Duração: 15min

  • Recursos necessários: datashow



ANEXO 59


UNIDADE: São José dos Campos

da RP: 15585

DISCIPLINA: Gestão da Responsabilidade Social

MODALIDADE: ( ) Graduação ( X ) Pós-graduação lato ( ) Extensão

CURSO: GESTÃO INTEGRADA

SEMESTRE: 1 SEMESTRE

DIA DA SEMANA E HORÁRIO DA AULA (início e fim): SÁBADODAS 09 ÀS 17H

CARGA HORÁRIA : ( 28 ) Semestral _______h

( 7 ) Semanal _______h


EMENTA (constante do projeto pedagógico do curso):


Aborda o Sistema de Gestão da Responsabilidade Social na dimensão

Empresarial (RSE) em sua perspectiva histórica e identifica os requisitos dos

stakeholders no contexto de Responsabilidade Social. Discute o RSE como

processo de desenvolvimento, os códigos de ética e os modelos de gestão de

Responsabilidade Social, incluindo a SA 8000.


BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

ALMEIDA, Fernando. Os desafios da sustentabilidade: uma ruptura urgente. Rio

de Janeiro: Campus Elsevier, 2007.

AMARAL, Roberto Galassi. “Responsabilidade Social da Empresa: Um novo

modelo de gestão empresarial” In: . HEYMANN A.R.LEITE (Organizador). Gestão

de projeto do produto: a excelência da indústria automotiva. São Paulo: Atlas,

2007 – Parte III - cap18.

HENDERSON, Hazel. Mercado Ético: a força do novo paradigma empresarial.

São Paulo: Editora Cultrix- AMANA, 2007.


PERFIL DO CANDIDATO:


Formação de nível superior, preferencialmente em Administração,

Engenharia e Economia. Desejável mestrado ou doutorado.


PROVA DIDÁTICA:


  • Tema: Explane sobre a importância da responsabilidade social nas empresas

  • Duração: 15 min

  • Recursos necessários: datashow



ANEXO 60


UNIDADE: São José dos Campos

da RP: 15586

DISCIPLINA: Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho

MODALIDADE: ( ) Graduação ( x ) Pós-graduação lato ( ) Extensão

CURSO: ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO INTEGRADA DA

QUALIDADE, MEIO AMBIENTE, SEGURANÇA E SAÚDE

NO TRABALHO E RESPONSABILIDADE SOCIAL

SEMESTRE: 2 semestre

DIA DA SEMANA E HORÁRIO DA AULA (início e fim): sábadosdas 09 às 17h

CARGA HORÁRIA : ( ) Semestral 88h

( x ) Semanal 7h


EMENTA (constante do projeto pedagógico do curso):

Problematiza a interação entre o Homem e o seu meio, como um ser inserido em

um determinado estrato sócio-econômico e profissional, o processo de produção,

as questões que envolvem as doenças ocupacionais e os acidentes de trabalho, a

partir do conceito prevencionista, das diretrizes de organismos nacionais e

internacionais e da legislação vigente. Aborda o gerenciamento de incidentes.

Discute os perigos e riscos associados aos ambientes de trabalho para análise e

controle dos riscos ocupacionais (físicos, químicos, biológicos e outros) para a

saúde do trabalhador. Analisa os modelos de Gestão da Segurança e Saúde

Ocupacionais, incluindo a norma OHSAS 18001..


BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

ARAÚJO, Giovanni Moraes de. Normas Regulamentadoras Comentadas. Rio de

Janeiro: Giovanni Moraes de Araújo, 2007.

ESTON, S. M. (Org.) ; IRAMINA, W. S. (Org.) ; ALMEIDA, I. T. (Org.) . gestão de

segurança do trabalho e de saúde ocupacional. 4ªed. São Paulo: Reichman e

Autores Editores, 2005.

Ministério da Saúde. Representação no Brasil da OPAS/ OMS. Doenças

Relacionadas ao Trabalho: manual de procedimentos para os serviços de saúde.

Série A. Normas e Manuais Técnicos. 2001.


PERFIL DO CANDIDATO:


Titulação: Graduado em engenharia, química, física, biologia, medicina ou áreas

correlatas ou com especialização na área. Educação complementar em

segurança do trabalho e/ou higiene ocupacional. Desejável mestrado ou

doutorado.

Experiência Acadêmica: Ter atuado em cursos de

graduação, pós-graduação ou em educação na área da segurança e saúde no

trabalho em organizações.

Experiência profissional: Ter implantado e/ou gerenciado e/ou auditado sistema

de gestão da segurança e saúde no trabalho em organizações. Ter atuado no

desenvolvimento e/ou aplicação de programas de educação na área da

segurança e saúde no trabalho.


PROVA DIDÁTICA:


  • Tema: Fale sobre a importância da gestão de segurança e saúde no trabalho

  • Duração: 15 min

  • Recursos necessários: datashow

ANEXO 61


UNIDADE: São José dos Campos

da RP: 15588

DISCIPLINA: Gestão de Meio Ambiente

MODALIDADE: ( ) Graduação ( x ) Pós-graduação lato ( ) Extensão

CURSO: ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE, MEIO AMBIENTE, SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO E RESPONSABILIDADE SOCIAL

SEMESTRE: 1 semestre

DIA DA SEMANA E HORÁRIO DA AULA (início e fim): sábados – das 09 às 17h

CARGA HORÁRIA : ( ) Semestral 64h

( x ) Semanal 7h


EMENTA (constante do projeto pedagógico do curso):

Problematiza a relação do Homem com o meio ambiente nos contextos ecológico,

sócio-histórico e produtivo, fornecendo subsídios para a análise da origem dos

problemas ambientais e seus impactos na saúde e bem estar das populações,

bem como na economia local e global. Discute os aspectos e impactos

ambientais, em escala espacial e temporal, a partir da legislação e normas

específicas brasileiras de controle da poluição ambiental, possibilitando a análise

destes impactos e fundamentando o planejamento de ações de controle e

prevenção da poluição. Analisa os modelos de Gestão Ambiental, incluindo a

série ISO 14.000.


BIBLIOGRAFIA BÁSICA:


DEMAJOROVIC, J.; VILELA JUNIOR, A. Modelos e ferramentas de gestão

ambiental: desafios e perspectivas para as organizações. 1ª ed. São Paulo :

Senac, 2006. 396p.

DERISIO, J. C. Introdução ao controle de poluição ambiental. 3ª ed. São Paulo:

Signus Editora, 2006. 191 p.

BRAGA, B., HESPANHOL, I. et al. Introdução à engenharia ambiental. São Paulo:

Prentice Hall, 2002. 305 p.


PERFIL DO CANDIDATO:


Graduado em engenharia, biologia, química ou áreas correlatas, ou

ter com especialização, preferencialmente na área ambiental. Educação

complementar em sistemas da meio ambiente. Desejável mestrado ou doutorado.

Experiência Acadêmica: Ter atuado em cursos de

graduação, pós-graduação ou em programas de educação em organizações de

ao menos dois componentes da gestão integrada de sistemas.

Experiência profissional: Ter implantado e/ou gerenciado e/ou auditado

sistemas de gestão do meio ambiente em organizações.


PROVA DIDÁTICA:


  • Tema: Apresente sobre gestão ambiental na atualidade

  • Duração: 15 min

  • Recursos necessários: datashow



ANEXO 62


UNIDADE: São José dos Campos

da RP: 15587

DISCIPLINA: Gestão Integrada dos Sistemas da Qualidade, Meio

Ambiente, Saúde e Segurança no Trabalho e Responsabilidade Social

MODALIDADE: ( ) Graduação ( x ) Pós-graduação lato ( ) Extensão

CURSO: ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO INTEGRADA DA

QUALIDADE, MEIO AMBIENTE, SEGURANÇA E SAÚDE

NO TRABALHO E RESPONSABILIDADE SOCIAL

SEMESTRE: 2 semestre

DIA DA SEMANA E HORÁRIO DA AULA (início e fim): sábadosdas 09 às 17h

CARGA HORÁRIA : ( ) Semestral 64h

( x ) Semanal 7h


EMENTA (constante do projeto pedagógico do curso):

Trata do planejamento, implantação e gestão integrada de sistemas da qualidade,

meio ambiente, segurança e saúde ocupacional e responsabilidade social –

escopo; metas e indicadores operacionais; gestão de recursos; comunicação

interna; riscos , dentre outros.

Discute as especificidades e respectivas normatizações de cada tema e da gestão

integrada, abordando as questões relacionadas ao processo de certificação e de

auditorias integradas, com a finalidade de promover a Gestão Integrada.

Problematiza o desenvolvimento da Gestão Integrada dos Sistemas, com base

nas especificidades e respectivas normatizações de cada variável. Discute

questões relacionadas ao processo de certificação e de auditorias. Reflete sobre

a função e a necessidade da seleção de indicadores bem como da relevância das

questões ambientais, ocupacionais, de saúde e sociais para a avaliação de

desempenho das organizações, promovendo a visão sistêmica da Gestão

Integrada.


BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

RIBEIRO NETO, J. B. M.; TAVARES, J. C.; HOFFMANN, S. C. Sistemas de

Gestão Integrados: qualidade, meio ambiente, responsabilidade social, segurança

e saúde. São Paulo: Senac Editora, 2008. 328p.

CERQUEIRA, Jorge P. Sistema de Gestão Integrado ISO 9001, ISO 14001,

OHSAS 18001, SA 8000, NBR 16001: conceitos e aplicações. Rio de Janeiro:

Qualitymark, 2006. 516p.

31

RISK TECNOLOGIA (QSP). Sistemas integrados de gestão: PAS 99

especificação de requisitos comuns de sistemas de gestão como estrutura para a

integração. São Paulo: Risk Tecnologia, 2006. 33p.


PERFIL DO CANDIDATO:

Titulação: Graduado em engenharia, estatística, matemática ou administração de

empresas ou especialização na área. Educação complementar em ao menos dois

componentes da gestão integrada de sistemas. Desejável mestrado ou doutorado.

Experiência Acadêmica: Ter atuado em cursos de graduação, pós-graduação ou

em programas de educação em organizações de ao menos dois componentes da

gestão integrada de sistemas.

Experiência profissional: Ter implantado e/ou gerenciado e/ou auditado de

sistemas de gestão integradas, com ao menos dois componentes em

organizações. Ter atuado na gestão de pessoas em projetos dos sistemas

integrados. Ter atuado no desenvolvimento e/ou aplicação de programas de

educação para organizações em ao menos dois componentes do sistema de

gestão integrado e normas correlatas.


PROVA DIDÁTICA:


  • Tema: Explane sobre a importância da gestão integrada nas empresas hoje

  • Duração: 15 min

  • Recursos necessários: datashow



ANEXO 63


UNIDADE: São José dos Campos

da RP: 15556

DISCIPLINA: Intervenção em Patrimônio

MODALIDADE: ( ) Graduação ( x ) Pós-graduação lato ( ) Extensão

CURSO: Especialização em Design de Interiores

SEMESTRE: 1 semestre

DIA DA SEMANA E HORÁRIO DA AULA (início e fim): sábadosdas 09 às 17h

CARGA HORÁRIA : ( x ) Semestral 30h

( x ) Semanal 7h


EMENTA (constante do projeto pedagógico do curso):

Desenvolve projeto de interiores em edifícios com valor cultural reconhecido ou

tombado pelos órgãos de proteção ao patrimônio arquitetônico.

Abordam questões como formas ou estratégias de abordar o projeto em edifícios

considerados como patrimônio cultural; as cartas patrimoniais e os exemplos

paradigmáticos de intervenção em edifícios históricos no Brasil e no exterior; o

reconhecimento das culturas material e imaterial.


BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

BRANDI, Cesare. Teoria da Restauração. São Paulo: Ateliê Editorial, 2004.

CHOAY, Françoise. A Alegoria do Patrimônio. São Paulo: Editora da UNESP,

2001.

FERRAZ, Marcelo (org.). Lina Bo Bardi. São Paulo: Fundação Lina Bo e Pietro

Maria Bardi, 1996.

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL. Cartas

Patrimoniais. Brasília: IPHAN, 1995.

KLICZKOWSKI, H. Vivendas Remodeladas: restauração, reabilitação,

reconversão. Barcelona: H. Kliczkowski, 2002.

KÜHL, Beatriz Mugayar. Arquitetura do Ferro e Arquitetura Ferroviária em São

Paulo: Reflexões sobre a sua preservação. São Paulo: Ateliê Editorial / FAPESP /

Secretaria da Cultura, 1998.

NIESEWAND, Nonie. Converted Spaces. London: Conran Octopus, 1998.


PERFIL DO CANDIDATO:

Titulação: Especialista na área de História da Arquitetura e Design

Experiência Acadêmica: Desejável atuação no Ensino Superior

Experiência profissional: Experiência no desenvolvimento de Projetos de

Pesquisa na área de Arquitetura e/ou Design


PROVA DIDÁTICA:


  • Tema: Apresentar um projeto de interiores, com valor cultural reconhecido ou tombado.

  • Duração: 15min

  • Recursos necessários: datashow



ANEXO 64


UNIDADE: São José dos Campos

da RP: 15581

DISCIPLINA: Metodologia de Implementação e Gestão de Redes

MODALIDADE: ( ) Graduação ( x ) Pós-graduação lato ( ) Extensão

CURSO: Especialização em Projetos Sociais: Gestão e Perspectivas

SEMESTRE: 2 semestre

DIA DA SEMANA E HORÁRIO DA AULA (início e fim): sábadosdas 09 às 17h

CARGA HORÁRIA : ( ) Semestral 20h

( x ) Semanal 7h


EMENTA (constante do projeto pedagógico do curso):

Apresenta metodologias para

desenvolvimento de recursos em rede. Discute alternativas para integrar diversos

setores em torno do desenvolvimento local sustentável. Capacita pessoas para a

articulação e potencialização de recursos, utilizando-se das redes sociais. Discute

estratégias da ação em rede que contribuam para potencializar os recursos sociais

disponíveis. Discute como garantir a rede para que seja um processo contínuo de

aprendizagem sobre a democracia, a participação coletiva para a solução de problemas

e promoção da igualdade. Elabora um plano que garanta a articulação do seu projeto

em rede ou que seja um incentivador da ação em rede para a intervenção social

proposta no projeto.


BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

MARTINHO, Cássio. Redes uma introdução às

dinâmicas da conectividade e da auto-organização.

Brasília: WWF, 1ª ed., 2003

MARQUES, Eduardo César. Redes sociais,

Instituições e atores Políticos no Governo da cidade

de São Paulo, São Paulo Ed. Annablume

WHITAKER, Francisco. Rede: Uma Estrutura

Alternativa de Organização. Revista Mutações

Sociais, CEDAC, Ano 2, nº 3, março/abril/maio de

1993. http://www.rits.org.br, abril/ 2000


PERFIL DO CANDIDATO:


Titulação: Especialista na área de Desenvolvimento Social

Experiência Acadêmica: atuação no Ensino Superior

Experiência profissional: Experiência no desenvolvimento de Projetos Sociais


PROVA DIDÁTICA:


  • Tema: Descreva a importância da rede social

  • Duração: 15 min

  • Recursos necessários: datashow



ANEXO 65


UNIDADE: São José dos Campos

da RP: 15589

DISCIPLINA: Metodologia de Pesquisa

MODALIDADE: ( ) Graduação ( X ) Pós-graduação lato ( ) Extensão

CURSO: GESTÃO INTEGRADA

SEMESTRE: 1 SEMESTRE

DIA DA SEMANA E HORÁRIO DA AULA (início e fim): SÁBADODAS 09 ÀS 17H

CARGA HORÁRIA : ( 12 ) Semestral _______h

( 7 ) Semanal _______h


EMENTA (constante do projeto pedagógico do curso):


Apresenta os fundamentos teóricos para as diferentes formas de pesquisa e

produção acadêmica, proporcionando condições ferramentais para que o aluno

elabore o Trabalho de Conclusão de Curso. Fornece instrumentos de análise para

o desenvolvimento do Trabalho de Conclusão do Curso de acordo com a proposta

do curso, oportunizando a escolha do tema.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

ANDRADE, M.M. Como preparar trabalhos para cursos de pós-graduação:

noções práticas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

MARCONI, M. A., LAKATOS, E. M. Fundamentos da metodologia científica de

pesquisa. 5 ed. São Paulo: Atlas, 2003.

SEVERINO, A.J. Metodologia do trabalho científico. 22. ed. São Paulo Cortez

Editora, 2003.

PERFIL DO CANDIDATO:


Formação de nível superior, preferencialmente em Administração,

Engenharia e Economia. Desejável mestrado ou doutorado.


PROVA DIDÁTICA:


  • Tema: Contextualizar uma problemática de pesquisa.

  • Duração: 15 min

  • Recursos necessários: datashow



ANEXO 66


UNIDADE: São José dos Campos

da RP: 15571

DISCIPLINA: Noções de Ventilação Industrial

MODALIDADE: ( ) Graduação ( x ) Pós-graduação lato ( ) Extensão

CURSO: Especialização em Higiene Ocupacional

SEMESTRE: 2 semestre

DIA DA SEMANA E HORÁRIO DA AULA (início e fim): sábadosdas 09 às 17h

CARGA HORÁRIA : ( ) Semestral 20h

( x ) Semanal 7h


EMENTA (constante do projeto pedagógico do curso):

Discute os conceitos básicos e os princípios da ventilação industrial no âmbito da

saúde ocupacional. Desenvolve entendimento sobre os tipos de ventilação local

exaustora, geral diluidora e para conforto térmico, fornecendo base para a

definição da seleção do equipamento de controle de engenharia.


BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

American Conference of Governmental Industrial Hygienists. Industrial Ventilation:

A manual of recommended practice. 26 ed. Cincinnati, OH, EUA: AGCIH, 2007.

BURGESS, W.A.; ELLENBECKER, M.J.; TREITMAN, R.D. Ventilation for control

of the work environment. 2th ed. Hoboken (N.J., EUA): Wiley-Interscience, 2004.

BURTON, J. D. Industrial ventilation workbook, 6th ed. Cincinnati, Ohio, USA: American

Conference of Governmental Industrial Hygienists (ACGIH), 2003.


PERFIL DO CANDIDATO:

Titulação adequada: Formação superior em ciências exatas, preferencialmente

em Engenharia Mecânica, com pós- graduação na área de ventilação industrial

e/ou controle de poluição atmosférica.

Experiência Acadêmica: Atuação como docente em instituições educacionais.

Experiência Profissional: Atuação em projetos de ventilação industrial.

PROVA DIDÁTICA:


  • Tema: Apresente os tipos de ventilação industrial e a importância para a saúde do trabalhador

  • Duração: 15 min

  • Recursos necessários: datashow



ANEXO 67


UNIDADE: São José dos Campos

da RP: 15569

DISCIPLINA: Perícias

MODALIDADE: ( ) Graduação ( x ) Pós-graduação lato ( ) Extensão

CURSO: Especialização em Higiene Ocupacional

SEMESTRE: 3 semestre

DIA DA SEMANA E HORÁRIO DA AULA (início e fim): sábadosdas 09 às 17h

CARGA HORÁRIA : ( ) Semestral 10h

( x ) Semanal 7h


EMENTA (constante do projeto pedagógico do curso):

Discute a insalubridade e o nexo causal no âmbito legal e analisa a perícia em

Higiene Ocupacional, fundamentando a forma de atuação e contribuição do

Higienista Ocupacional em uma perícia judicial.


BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

ARAÚJO, Giovanni Moraes de. Normas Regulamentadoras comentadas.

Legislação de Segurança e Saúde no Trabalho. 6.ed. Rio de Janeiro: Editora Gvc,

2007.

BRANDÃO, Cláudio Mascarenhas. Acidente do Trabalho e Responsabilidade Civil

do Empregador. 1. ed. São Paulo: LTR, 2006.

VERONESI Junior, José Ronaldo. Perícia Judicial. São Paulo Pillares, 2004.


PERFIL DO CANDIDATO:

Titulação adequada: Formação superior em ciências exatas ou biológicas, com

pós-graduação na área de Segurança e Saúde Ocupacional.

Experiência Acadêmica: Atuação como docente em instituições educacionais

Experiência Profissional: Atuação em perícias judiciais nessa área.


PROVA DIDÁTICA:


  • Tema: Apresente, em linhas gerais, sobre perícias

  • Duração: 15 mim

  • Recursos necessários: datashow



ANEXO 68


UNIDADE: São José dos Campos

da RP: 15559

DISCIPLINA: Pesquisa de Referências em Design de Interiores

MODALIDADE: ( ) Graduação ( x ) Pós-graduação lato ( ) Extensão

CURSO: Especialização em Design de Interiores

SEMESTRE: 3 semestre

DIA DA SEMANA E HORÁRIO DA AULA (início e fim): sábadosdas 09 às 17h

CARGA HORÁRIA : ( x ) Semestral 18h

( x ) Semanal 7h


EMENTA (constante do projeto pedagógico do curso):

Orienta o aluno para a prática da pesquisa de referências na sua área de

interesse, como meio de formação de repertório. Incentivar a pesquisa sobre

determinado tema relativo ao desenvolvimento do TCC, visando à elaboração da

proposta de design de interiores.

A disciplina promoverá a elaboração de conjuntos de conteúdos afeitos aos

desenvolvimentos dos alunos, de modo a constituir quadros de referências de

assuntos, obras e autores específicos para cada tema de TCC.


BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

As bibliografias serão relativas a cada TCC, observando sempre, a pertinência à

área de Design de Interiores.


PERFIL DO CANDIDATO:

Titulação: Especialista na área de História da Arquitetura e do Design

Experiência Acadêmica: Desejável atuação no Ensino Superior com foco no

acompanhamento de Trabalhos de Conclusão de Curso

Experiência profissional: Experiência no desenvolvimento de Projetos de

Pesquisa na área de Arquitetura e/ou Design


PROVA DIDÁTICA:


  • Tema: Como orientar e incentivar o aluno para a pesquisa de referências?

  • Duração: 15 min

  • Recursos necessários: datashow



ANEXO 69


UNIDADE: São José dos Campos

da RP: 15567

DISCIPLINA: Princípios de Higiene Ocupacional

MODALIDADE: ( ) Graduação ( x ) Pós-graduação lato ( ) Extensão

CURSO: Especialização em Higiene Ocupacional

SEMESTRE: 1 semestre

DIA DA SEMANA E HORÁRIO DA AULA (início e fim): sábadosdas 09 às 17h

CARGA HORÁRIA : ( ) Semestral 23h

( x ) Semanal 7h


EMENTA (constante do projeto pedagógico do curso):

Aborda os fundamentos e a evolução histórica da Higiene e Saúde Ocupacional,

discutindo as atribuições do Higienista e dos outros profissionais de segurança e

saúde no trabalho. Apresenta conceitos, causas e riscos potenciais de doenças

ocupacionais, bem como os principais processos e suas operações nos diferentes

setores de atividades econômicas das diversas regiões do país, possibilitando a

indicação de metodologia para o reconhecimento dos riscos ocupacionais

ambientais, instrumentos de avaliação e de prevenção.


BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

ENCYCLOPAEDIA OF OCCUPATIONAL HEALTH AND SAFETY. 4 th ed.

Geneva: International Labor Office, 1998. 4 v. Disponível em:

1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   27

Похожие:

Hospitalidade nos Serviços de Alimentação e coordenação do curso iconCoordenação de Pós-Graduação em Informática

Hospitalidade nos Serviços de Alimentação e coordenação do curso icon1 — 25 anos de serviços culturais

Hospitalidade nos Serviços de Alimentação e coordenação do curso iconDepartamento de estatística e informática- deinfo coordenaçÃo geral de educaçÃo a distância

Hospitalidade nos Serviços de Alimentação e coordenação do curso iconServiços de Apoio às Instituições Científicas e Tecnológicas

Hospitalidade nos Serviços de Alimentação e coordenação do curso iconServiços de Apoio às Instituições Científicas e Tecnológicas

Hospitalidade nos Serviços de Alimentação e coordenação do curso iconRe: Statements of Principles Nos. 31 and 32 of 2001

Hospitalidade nos Serviços de Alimentação e coordenação do curso iconIndex and order of sale lot nos

Hospitalidade nos Serviços de Alimentação e coordenação do curso iconEl Diccionario de la Real Academia Española nos enseña que

Hospitalidade nos Serviços de Alimentação e coordenação do curso iconRepublic of trinidad and tobago in the court of appeal cr. App. Nos. 22, 28 & 30 of 2006 between

Hospitalidade nos Serviços de Alimentação e coordenação do curso iconPrograma curso de posgrado

Разместите кнопку на своём сайте:
Библиотека


База данных защищена авторским правом ©lib.znate.ru 2012
обратиться к администрации
Библиотека
Главная страница